Encontro Interlegis no Pará discute Reforma Política

O encontro debateu as novas regras vigentes para as eleições em 2020

Foi realizado na manhã desta terça-feira (11) o Encontro Interlegis na capital paraense, Belém, com enfoque na Reforma Política. O evento, promovido em parceria do Interlegis - ILB com a Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA) e com o gabinete do senador Jáder Barbalho, foi aberto pela deputada estadual Ana Cunha e pela diretora da Escola do Legislativo do Pará, Maria Anunciação.

 

Chefe do Escritório Setorial de Gestão do ILB, David Varchavsky falou das atribuições do Interlegis - ILB de capacitar e treinar servidores das três esferas do Poder Legislativo usando, como ferramenta de integração com o Senado, o conhecimento: "...o servidor público precisa estar mais informado, melhor capacitado e mais proativo para dar aos parlamentares o suporte necessário ao processo de formulação das leis e ao atendimento à sociedade. Esse é o nosso negócio, o conhecimento", explicou Varchavsky.

 

Em ano de eleições municipais, o consultor Legislativo do Senado, Gabriel Borges, deu um panorama sobre as novas regras vigentes para o pleito de outubro próximo. Com as coligações partidárias perdendo força, Borges acredita que "o fenômeno Tiririca, onde um candidato com uma votação excepcional acabava puxando e elegendo candidatos com poucos votos, não vai mais acontecer". Para o cientista político, "a tendência é que os partidos concorram com o maior número possível de candidatos para obter para a legenda a maior quantidade de votos possível. Assim, os partidos concorrem de forma independente para ocupar a maior quantidade de cargos eletivos disponível", discorreu Borges. "É um modelo eleitoral mais justo", afirmou.